~> Sentimentos <~

Sentimentos, como podemos mostrá-los a alguém, sem que nosso orgulho seja abalado? Será que é certo demonstrar todos os seus sentimentos, mesmo que por isso corramos o risco de sairmos como 'bobos da corte'?

Entre sorrisos constrangidos pela situação do namoro, desconhecida por ambos até então, aquele casal se entreolhava, sem muito que dizer, ou o que fazer, apenas preocupados em não estarem fazendo a coisa certa, ou procurando desesperadamente fazer algo interessante, para que tudo não parecesse entediante para o outro..

Aos olhos de muitos pareciam apenas mais um casalzinho sem muita intimidade, que se tratavam 'friamente' ao saírem. Para eles, um casal que independentemente do que os outros pudessem pensar, se amavam, e isso sim, fazia a diferença!

"Não quero alguém que morra de amor por mim...

Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim...
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível...
E que esse momento será inesquecível...
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre...
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento...e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe...
Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.
Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas...
Que a esperança nunca me pareça um NÃO que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como SIM.
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros...
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena."
Mário Quintana

~> Simples Formigas <~

Sentado frente ao seu computador, aquele garoto, sem muito que fazer, ficou olhando em sua volta e avistou duas formiguinhas andando... Ele ficou observando-as, elas carregavam algo, todas juntas, unidas, carregando o que provavelmente seria o alimento delas..

Ele sempre admirou as formigas, mesmo sendo animais pequenos e considerados por muitos apenas insetos insignificantes, pra ele, a formiga sempre teve uma grande importância..

Ele queria ser aquela pequena formiguinha que passeava sob a luz de seu abajur...
Ele queria que o mundo fosse um formigueiro, onde todos trabalhassem no verão e aproveitassem o inverno...

Parecia que aquelas formigas tinham mais juízo do que muitos seres humanos, parecia que aquelas formigas conheciam "O LIMITE"... Coisa que muitas pessoas não conhecem..

Isso sempre o sufocou, isso sempre o fez sofrer, isso sempre o fez se sentir infeliz..

Quando será que as pessoas perceberão que o limite já passou faz tempo, e que quanto mais tempo se passa ficamos mais e mais longe dele? Quando nada mais fizer sentido? Quando a vida acabar?

Por mais abita que sejam, pessoas são pessoas, são seres humanos, ninguém é uma máquina, e por isso ninguém deve se comportar como uma..

"
[...]Se tornam prisioneiros
Das posses ao redor
Olhando por entre as grades
O que a vida podia ser..
Mas quando o caos chegar
Nenhum muro vai te guardar
De você[...]
"

Ele queria ser uma formiguinha..
Ele queria que o mundo fosse um simples formigueiro...

~> Coincidência? <~

Em o que você prefere acreditar? Destino ou coincidência?
Você já parou pra pensar que nada que é bom é fácil D+? Já percebeu que tudo aquilo que te faz se sentir realmente feliz acaba sendo difícil, de uma forma ou de outra? Não?

Imagine o vestibular, é ótimo passar no vestibular, mas para que você passe você precisa estudar muito, imagine também um carro zero, ou um apartamento em um bairro nobre com vista pra praia, é perfeito, mas para conquistar isso, você precisará 'ralar' muito. Agora imagine outra situação, você encontra uma pessoa, simplesmente especial para você, sem problemas de diálogo, sem brigas, gostam de basicamente as mesmas coisas, vivem situações parecidas, se amam, se entendem e se compreendem muito bem.. Parece uma relação fácil não é? Então, lá vem o problema, eles não conseguem se encontrar, seus horários simplesmente não coincidem e eles não moram muito perto...

Trancado em seu quarto, aquele garoto tentava desvendar o enigma de uma frase, "Por que nada é perfeito?" mas, por mais esforço que ele fazia para entender isso, não conseguia encontrar a solução para mais esse problema. Será que nós mesmos impedimos que tudo seja perfeito ou são apenas 'armadilhas' do destino? Por mais incrível que pareça, a segunda opção era qual parecia fazer mais sentido..


O dia já estava clareando, mas dessa vez as coisas ainda não estavam claras para ele, foi aí que como em um passe de mágica, milhões de explicações foram arremessadas para sua mente...

Imagine se não tivéssemos que passar no vestibular para entrar em uma faculdade, com certeza, muitas pessoas não dariam o devido valor, imagine também uma pessoa rica, que já tem todos os bens materiais que o mundo pode lhe oferecer, essa pessoa será alguém sem objetivos?! Imaginem se aquela garota fosse sua vizinha, e o garoto a visse todos os dias, será que não haveria mais nenhum problema? Será que a relação deles seria perfeita para sempre?

Seria coincidência que tudo que fosse realmente bom, fosse difícil? Ele entendeu que não, apenas o que existe é uma ligação, afinal, a perfeição é algo difícil de ser encontrada, coisas boas também são muito difíceis, e não adiantaria ele se revoltar por isso, afinal, não teria graça se fosse fácil, e aquele garoto sabia disso como ninguém!

Quando não existem barreiras em sua vida, ela se torna sem sentido, monocromática, sem graça, o bom da vida são os desafios impostos por ela todos os dias, para vencê-los é simples, apenas procure enxergar o outro lado da situação, é lá que você encontrará as respostas para suas perguntas, faça um teste..


"[...] Não se preocupe com a distância
Eu estou la se você se sentir sozinha
Ouça essa música mais uma vez
Feche seus olhos
Escute minha voz é meu disfarce
Eu estou ao teu lado[...]
"

video

{{Plain White T's - Hey There Delilah}}

~> A Certeza <~

Você já parou pra pensar como nós, seres humanos, sempre complicamos tudo? Já percebeu como as vezes coisas simples acabam se tornando algo extremamente complexo, apenas por que, não sabemos lidar com certas situações?

Como poderíamos chamar isso? Seria o famoso medo de ser feliz? Aquele garoto estava começando a achar que poderia sim ser isso, e pensando um pouco mais, ele percebeu que esse medo poderia ser o responsável por toda a confusão que estava na sua cabeça..

Era realmente incompreensível, que aquele garoto, sempre revolucionário, que reivindicava tudo e todos por suas idéias, e apontado por todos como "cabeça feita", simplesmente estivesse tão confuso, mas a final.. Confuso com o que? Confuso por quê? Oo


Pode parecer engraçado, mas ele não sabia responder.. Estaria ele confuso em relação a suas amizades? Seu Futuro? Sua vida? Confuso no amor? A.B.S.O.L.U.T.A.M.E.N.T.E não!

E muito pelo contrário, ele sabia exatamente o que ele queria e o que ele não queria, mas afinal, por que ele se sentia dessa forma então? Seria novamente o medo de ser feliz que o fazia se sentir confuso por nada? Talvez sim.

Já dava para se ouvir os primeiros trovões, o tempo estava se fechando naquela tarde, mas sua mente estava cada vez mais aberta, a felicidade é uma reunião de bons sentimentos, assim como o amor, é algo puro.. bom! Ele definitivamente não precisava ter medo de algo assim, ele estava rodeado de ótimas pessoas, uma boa família, amigos incomparáveis, e uma garota sensacional.. E então, o que lhe faltava? Agradecer a Deus por tudo que ele lhe deu!

"Sometimes, I feel the fear of uncertainty stinging clear.
And I can't help but ask myself how much I'll let the fear
Take the wheel and steer.
It's driven me before,
And it seems to have a vague,
haunting mass appeal.
But lately I'm beginning to find that
I should be the one behind the wheel [...]"

video

{{Incubus - Drive}}

~> O Futuro <~

Todas as pessoas do mundo imaginam o seu futuro, até mesmo os mais badalados já devem ter parado pra pensar sobre como sua vida será daqui a 10 ou 15 anos, no entanto, existem pessoas que vivem em função disso, vivem pensando o que serão e o que devem ou não fazer para que seu futuro seja bom, e muitas das vezes, por isso, acabam esquecendo-se de viver o presente..

Com aquele menino não era diferente, todos os dias, todas as noites, todas as madrugadas, em todas as suas ações, ele pensava e se criticava sobre o que aquilo poderia render à ele num futuro próximo, por um lado isso parece ser bom, significa que ele é "pé no chão", e provavelmente se tornará uma pessoa mais segura.

Mas e quando esse pensamento se torna obsessivo? O que deve ser feito? Seria normal isso? Seria uma busca incansável em procura da perfeição ou apenas outra obsessão?

Dez e meia da manha, aquele menino acorda, e sem muito que fazer caminha pela casa, faz suas tarefas normais, assiste televisão, e o melhor, sem trabalho por hoje! É, parece que tudo está voltando ao seu ritmo normal, suas vontades e seus pensamentos sobre o futuro voltam a reinar absolutamente sobre sua vida, seus sonhos, suas metas, seus desejos, voltam à se posicionarem em 1º lugar na sua complicada mente, mas, outra coisa atormentava a mente daquele garoto nesta tarde, sua juventude, ele percebia que estava a cada dia que se passava ficando mais e mais velho e simplesmente não havia ainda curtido sua juventude, seus princípios, suas responsabilidades, seus deveres, suas obrigações e sua obsessiva vontade de ser alguém, parece que o impedia de ser livre..

Foi aí que lhe veio outro pensamento, outro lado da história, uma versão pouco absorvida por sua mente, mas que hoje ele percebia que está versão fazia todo o sentido, ele imaginou sua vida perfeitamente do jeito que ele sempre sonhou, casado com alguém que realmente o ama, com uma linda casa, carro e um emprego que lhe dava uma ótima estabilidade financeira, sua vida parecia um sonho, à principio tudo que ele queria, mas é aí que entra o outro lado da história, sua vontade não saciada de ser jovem, poder fazer o que um jovem faz, não ter compromisso com nada nem ninguém, ter o direito de se sentir atraído por quem ele quisesse, enfim, sair mais e curtir um pouco mais a vida...

Pra que lutamos nossa vida inteira para sermos alguém, se nossa vida pode acabar amanha sem qualquer tipo de aviso? Por que não aproveitarmos a felicidade, que bate incansavelmente em nossa porta todos os dias? Seria novamente o medo de ser feliz? No que se torna alguém que vive em função de trabalhar?


Foi daí que aquele garoto tomou uma decisão importante em sua vida, ele se permitiu errar mais hoje, para ser quem sabe, alguém mais certo amanha, ele sabe que não será fácil, mas ele resolveu tentar ser alguém mas tranqüilo em relação ao seu futuro, alguém que vive plenamente o hoje e que moderadamente pensa no amanha...

~> Apenas obsessão? <~

Obsessivo... será?
Será que é apenas isso?
Mais uma de suas obsessividades?
Se nada nem ninguém mudam, por que ele acharia que conseguiria mudar dessa vez?

Aquele menino ainda não sabia por que, mas procurava intensamente aquilo, e até que ele o encontrasse não se sentiria satisfeito.. mas ele sabia que um dia iria encontrar, e era exatamente isso que o incomodava naquela tarde de chuva..

Ele já havia passado por isso antes, ele desejava aquilo e iria conseguir a qualquer preço, e normalmente sempre conseguia, as últimas vezes foram exatamente iguais, depois de lutar com "unhas e dentes" pelo seu "almoço", a "fera" simplesmente soltava sua pressa, sem maiores motivos..

Como poderíamos definir verdadeiramente uma obsessão? Seria apenas um desejo? Seria apenas excesso de força de vontade?? Ou será que são apenas as vontades de uma criança mimada que chora incansavelmente quando não recebe o brinquedo que pediu para os seus pais? Dessa vez as respostas não vinham em sua mente, ele estava verdadeiramente confuso...

Meio-dia, ele não acreditava, mas uma vez acordando tarde, 'aff' ele tinha muita coisa pra fazer, precisava recuperar seu tempo perdido fazendo rapidamente tudo aquilo que ele já havia planejado fazer naquela manha, colocou um fone de ouvido para se distrair enquanto fazia sua tarefas mecânicas.. estava tocando uma música linda..

" [...] You say, you wanted more

What are you waiting for
I'm not running from you [...]
"

Ele simplesmente se embriagou por esta música e ficou horas e horas pensando novamente sobre sua vida, ele sentia que algo estava diferente nele, sim, algo havia mudado, um novo sentimento parecia tomar conta dele... Seria amor?

O tempo passou como se fosse em um seriado de TV, lá fora a chuva caia, parava, as pessoas se movimentavam e apenas ele estava ali, parado, sem nenhuma reação, embriagado por seus pensamentos..

"[...] E o tempo é só meu

E ninguém registra a cena
De repente vira um filme, todo em câmera lenta..
E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é [...]
"

A noite chegou e ele nada fez aquele dia inteiro, porém, acabou descartando a possibilidade de tudo ser apenas mais uma de suas obsessões de menino mimado, afinal, essa sua fase já havia terminado, agora ele era um homem e suas obsessões eram na verdade algo que ele realmente queria e que cuidaria como o mais precioso tesouro do mundo se as encontrasse..



Obsessão II 'O outro lado' :
http://ser-mm.blogspot.com/2008/02/obsesso-ii-o-outro-lado.html


video
{30 Seconds To Mars - The Kill}

~> Perfeição <~

Na pontinha do pé levantou novamente de sua cama, caminhando lenta e vagarosamente, foi até a cozinha beber água e acabou sentando-se em uma cadeira próxima a mesa. Anestesiado pelo sono, mas sem conseguir durmir, ficou ali, mais uma vez durante horas pensando sobre a sua vida, sim, ele não tinha muito o que pensar, porém, não conseguia parar de pensar... vida difícil? Absolutamente não, na verdade até fácil demais, só que mesmo assim ele não conseguia descomplicá-la..

Será que arrumamos problemas para nós mesmos sem motivo algum? Seria falta de emoção? falta de adrenalina? Será que na verdade não damos importância a nossa própria vida e por isso acabamos criando uma necessidade interna de ter outras pessoas ao nosso redor? Sim, ele estava realmente decidido de que essas eram as respostas para as suas perguntas..


Um pouco mais aliviado, volta sorrateiramente para sua cama, considerando assim sua vida, um problema resolvido..

O ponteiro apontava seis horas da manha, baH.. Ele já tinha que acordar, mesmo depois de uma noite relativamente mal dormida, ele se sentia com os ânimos aflorados, driblou todos os problemas durante seu dia tranquilamente, incrível.. tudo parecia ter sentido, ele estava sendo agradável com todos, mesmo que pra isso, ele, muitas das vezes tenha tido que "engolir alguns sapos", ou fazer coisas que não considerava certo. Os dias foram passando, e o garoto, antes considerado tímido e sem amigos, havia se tornado uma pessoa popular entre todos ao seu redor, apenas com uma simples mudança de atitude, sua vida mudou completamente.. ele simplesmente havia se tornado tudo que ele sempre sonhou, as pessoas consideradas "populares" que antigamente passavam por ele e simplesmente fingiam não ver nada, agora o cumprimentavam e faziam questão de lhe fazer companhia..

Agora ele enxergava tudo por um novo ângulo, sua vida se tornará tudo que ele sempre sonhou, sim.. ele via que tudo estava PERFEITO, mas por mais incrível que possa parecer, isso simplesmente o sufocava, o fato de tudo está funcionando tão corretamente lhe dava medo, lhe trazia angústia, como se sempre que tudo funcionasse assim durasse pouco, ele tinha medo de se entregar a felicidade, assim como um casal de namorados têm medo de se entregar ao amor...

Mas uma vez ele se encontrou sem sono, levantou novamente, sentou a beira de sua cama e sem entender o que estava o atormentando, chorou..


Afinal, o que será que há de errado com esse garoto? Há algo de errado? Será que desejamos para nossa vida o que consideramos perfeito, ou o que outras pessoas acham que seja 'ser perfeito'? Será que existem outras pessoas como ele nesse mundo? Novamente ele só conseguia ter certeza de uma coisa, que a perfeição não é perfeita...

.. Mas, se a perfeição não consegue ser perfeita.. o que é perfeito? Nada?



Download por Bola Oito e Anderssauro