• Eu Não Penso Mais

Já diziam os grandes filósofos de outrora que estar vivo não significa exatamente viver, frase esta que está sujeita a milhares de interpretações. E apesar da aparente facilidade de ser interpretada individualmente, ela se torna difícil se tentarmos analisá-la num sentido geral, pois envolve a maior pergunta de todos os tempos: "O que é viver?"

Biologicamente falando, estar vivo significa apresentar composição química complexa, organização celular, crescimento, reprodução, metabolismo, homeostase, reações a estímulos do ambiente e evolução.

A famosa frase de René Descartes "Penso, logo existo" exemplifica a minha opinião sobre o conceito de viver que se mistura a uma das características propostas pela biologia, a evolução, sendo que, em um sentido mais psicológico.

Todos nós nascemos com habilidades, seja das mais complexas como a de entende o mundo, como das mais fúteis como jogar futebol, o que nos entristece é saber que habilidades mais fúteis são mais valorizadas, mas isso não vem ao caso.

É legal saber que todos os seres humanos que realmente existirem jamais morrerá, e para existir não é necessário apenas ser concebido, é necessário ir além. É necessário pensar. Ser um ser e não apenas massa. Existir é ser capaz de influir, é estar, de fato, vivendo no mundo e não alheio a tudo. É ser protagonista e não mero figurante. É conseguir mudar o meio em que vive. É se tornar inesquecível não apenas para alguém ou para uma geração e sim para o mundo, para uma nação. É evoluir a cada dia.

Aquele que levanta todo dia apenas para trabalhar visando garantir o seu dinheiro para comprar uma casa ou qualquer outro bem, tendo a matéria como objetivo de vida, jamais será algo além do que simples matéria. Matéria orgânica que brevemente voltará a ser inorgânica, uma rocha fria, que desaparecerá da face da terra ao partir das pessoas que um dia cruzaram com ele em vida.

Há quem diga que não vale a pena pensar. Que é vantajoso desfazermo-nos de nossa característica única e nos juntarmos a uma grande massa, que contribui apenas com o seu peso sobre a Terra.

Eu não penso mais. Não penso mais em ser assim. Hoje eu simplesmente penso.

14 Comments:

  1. Igor Pinheiro said...
    Legal essa idéia do "viver é pensar", faz a gente refletir bastante.
    Gostei do blog, vou seguir...
    Tânia Mara said...
    é um raciocinio bem convidativo.
    Simply said...
    Um raciocinio vivenciado desde os primódios da humanidade.
    Qual o sentido da vida?? Ou, o que é viver?
    Um pensamento interessante verifica-se no filme 13º Andar.

    Ora, sobre o frase "penso, logo existo", ela é de Descartes.

    Só pra ser chato...

    No mais, tudo legal.

    falow
    Hugo Henrique said...
    Ahh, chato nada. Agradeço e muito. Eu sou aluno de ciências biológicas, li no livro da minha faculdade essa frase e entendi que estava sendo atribuída ao Leonardo Da Vinci, já que era dele que se falava. Estranhei... Mas acabei colocando. De qualquer forma eu já concertei. Você está certo, é do René Descartes mesmo! Muito obrigado!
    Alexandre Veras da Luz said...
    Qu legal o texto e tem tudo haver com meu blog, res cogitans, que tirei do Descartes, coisa pensate, é bm achar outras coisas pensante pela blogosfera
    oficinamissoes said...
    Pensar é transgredir.Ou não...Hugo,retribuindo e gostando do teu blog.Vou passar com mais tempo.Olha só,o texto Nelsonrodriguiano é de minha autoria.Venho exercitando a textualidade em pequenos contos lá no http://oficinamissoes.blogspot.com/,mas o objetivo é também resgatar a historicidade das Missões,a região onde moro no RS,mesclando ficção e realidade.Abrç e sucesso!
    Gabriel → Bloga╝ said...
    Cara, adorei o post, bom, então entendo assim e me defino como um ser humano ''completo'' kkkkkkkkkkkkkk... abraços!!!
    Pablo Feliciano da Silva said...
    conceito de evolução equivocado no meu modo de ver... mas é bom q pense nisso!

    ta legal o blog!
    Rodrigo Selback said...
    para mim existir significa
    fazer algo
    fazer a vida valer a pena

    viva cada segundo
    Pablo Feliciano da Silva said...
    vc pediu eu voltei... nao gosto de entrar neste tipo de polêmica... nao por preguiça mas por q na maioria das vezes isso nao leva a nada...
    nao sei se vai ser este o caso mas nao pretendo me alongar. nao concordo, primeiro q jogar futebol, por exemplo seja uma habilidade futil pq naum vejo nenhuma habilidade como futil... essa linha de pensamento q leva ao preconceito de achar pessoas melhores ou piores de acordo com as funções q exercem... e é exatamente isso q vc defende no seu post: quem "pensa o mundo" deve ser mais valorizado, quem tem erudição deve ser mais valorizado... acho isso mto equivocado. pensar nao é condição para evoluir... ou melhor, o absorver cultura erudita não é condição para evoluir... até pq.. pensar oq? evoluir pra onde ou para que?
    Hugo Henrique said...
    Obrigado por ter voltado! Relaxa, não criaremos confusão, pedi que você voltasse pois gosto de entender e conhecer o outro lado da moeda. São comentários críticos como o seu que me alegram. Pois são os que me fazem pensar! kkkkk

    Bom, amo futebol e considero uma profissão fantástica, simplesmente não vejo complexidade alguma em efetuá-la. Não tenho preconceito até porque é uma profissão que eu me proporia a exercer! Só acho que deveria haver maior visibilidade para novas idéias também, isso me entristece, justamente o preconceito que muitos têm com relação a assuntos voltados para coisas mais sérias. Exemplo: torcidas arrecadarem bilhões para a compra de um jogador para o seu clube enquando crianças morrem de fome.

    E sim, pensar é condição para evoluir! Porque você acha que o mundo está involuíndo? Porque as coisas estão piores? Hoje temos muito mais do que ontem, o problema somos nós! Pensamos no hoje e não no amanha, e é isso que tento levar meus leitores a pensarem.

    Vale citar que quando me refiro a pensar, falo em atitudes pensadas. se imortalizar. Logo, considero que um pensamento de desflorestamento e aumento da população em massa, pensando-se que o desflorestamento dá dinheiro e fazer sexo é bom, não são classificados como atos realmente pensados!

    E não. Não super valorizo pensamentos eruditos, só acho que cada um tem a capacidade de pensar, tenham estes estudos ou não! É uma questão de vivência e não de estudo! Acho, inclusive, preconceito achar que só os estudiosos podem pensar em metodos e soluções.

    Abraço !
    Diego Pereira. said...
    -

    Belo layout seu blog tem.

    até mais.
    Pablo Feliciano da Silva said...
    no sentido q vc emprega à evolução acho q é mais efetivo agir do que pensar... pensar nao necessariamente nos leva a lugar algum...

    abraço.
    Hugo Henrique said...
    Pablo, não só concordo como é justamente essa tese que eu defendo no meu texto quando digo que pensar é ser protagonista e não mero figurante.

    Abraço! _o/

Post a Comment





Download por Bola Oito e Anderssauro